sexta-feira, 9 de dezembro de 2011

Qual é minha Frequência Cardíaca Máxima?




Muitos corredores ficam na duvida de como calcular a Frequência Cardíaca Máxima (FCM), ou seja, o máximo que seu coração pode bater em esforço!

A melhor maneira de se avaliar a FCM é em um teste de esforço máximo,um teste ergoespirométrico,  mas convenhamos que solicitar que um iniciante ou mesmo corredor fora de forma faça um teste máximo é pedir para ele te odiar o resto da vida! Não é nada agradável dar tudo de si quando não se esta em forma, é muito desconfortável, afinal é um teste de esforço máximo, para atingir 100%.

Por este motivo que os cálculos com fórmulas tipo 220 – a idade são os mais praticados para calcular a FCM para um iniciante ou corredor destreinado. Desta forma ele poderá ter uma estimativa de sua FCM, após ele estar mais treinado a melhor coisa a se fazer é o teste ergoespirométrico, ai sim ele poderá saber além de tantas outras coisas, a sua FCM real, na prática!.

Mas ainda tenho de responder uma questão que sempre me perguntam! Minha FCM no teste foi de 180bpm, mas em uma corrida, quando estava chegando e dando tudo para obter um bom tempo ela atingiu 185bpm, e agora qual é minha máxima?  Bem, mesmo fazendo um teste na esteira, nem sempre estamos motivados para um esforço máximo, e muitas vezes nem adaptados ao equipamento e tubos que temos que utilizar para o bom andamento do teste, o oposto da corrida na rua e ainda mais em uma competição, onde estamos muitas vezes motivados a dar tudo para obter um Record pessoal e é ai que finalmente conseguimos obter um esforço realmente máximo. Desta forma teremos de considerar que este novo batimento é o que deve ser utilizado como referência e os treinos que compõe sua programação devem ser ajustados para as intensidades proporcionais a seu esforço máximo, o 100%, assim você poderá utilizar por exemplo faixas de 65 a 75% da FCM para treinos mais leves - 75 a 85% para moderados e acima de 85% para treinos mais fortes ou próximos do esforço máximo, como por exemplo os tiros.

Mas não se esqueça que a FCM diminui com a idade, com toda a certeza com 20 anos de idade a sua FCM será bem mais elevada do que quando você tiver 50 anos, então da mesma forma que hoje você pode ter descoberto que ela é mais alta, amanhã com certeza ela tenderá a diminuir e você deverá ajustar suas intensidades de treinamento de acordo com a atual para aquele momento

É isso, bons treinos e até a próxima!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário